“Chá ou infusão?” “E o chá tem mesmo cores?” “Como se faz a manteiga? O segredo está na temperatura das mãos ou na velocidade com que se batem as natas?” “Com ou sem fermento, a farinha dos bolos não é igual à do pão?” “E os açúcares, não são todos iguais?”

Na Fábrica: Centro de Ciência Viva de Aveiro, os alunos de 6.º ano, no âmbito da disciplina de Ciências Naturais, participaram na atividade “Deste chá eu gosto” e descobriram como a cozinha é um verdadeiro laboratório!

Conheceram os segredos do chá e descobriram que, afinal, o chá é também uma infusão, feita com as folhas da planta de onde é extraído – a Camellia sinensis – e que é também cultivado no nosso país. Descobriram e provaram as quatro variedades de chá – o branco, o verde, o oolong e o preto – e perceberam que esta classificação se baseia no seu grau de oxidação, durante o seu processamento.

E como não há chá sem scones, nada melhor do que “meter as mãos na massa” e fazer uma deliciosa receita! A colaboração de todos tornou a massa mais fofinha e, ao mesmo tempo, conheceram-se diferentes tipos de açúcares, distinguiram-se as farinhas, percebeu-se o efeito milagroso do fermento e aprenderam-se alguns truques culinários para que a receita tenha sempre sucesso.

Para completar o lanche, chegou a altura de fazer manteiga! E nada mais fácil do que bater as natas num frasco…ou melhor, deveria ter sido fácil, mas com tantos voluntários e o apetite a aumentar, o processo foi um pouco mais demorado. Mas, com mais ou menos vigor na agitação, lá conseguimos produzir uma manteiga cremosa e deliciosa.

Com todas as iguarias prontinhas, fizemos a degustação das nossas especialidades que nos abriram o apetite para o almoço e nos deixaram com vontade de repetir. Também querem provar?

Centro de Ciência Viva de Aveiro (alunos de 6.º ano)